Efeitos*


Felicidade invade
O rosto nos espaços
Dos lábios fechados
Abrindo um sorriso
Largo e sem fim
Abre caminho na
Facilidade da rotina
Vivida e cansada
De sujeira e incolor

Perfuma a casa
E a rua no saboreio
Do rodeio pensado
No passado caído

E no florear o inverno
Torna o inferno em
Paraíso cantado da

Cidade feliz.


*Poema do livro Anjo da Guarda, de Rafael Rodrigo Marajá.

Postagens mais visitadas