Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Um número apenas

Ninguém gosta de saber que é só mais um número - os números são inanimados, descaraterizados de sentimentos e descartáveis. Os números são pessoas que esqueceram do poder que possuem e que, por esse motivo, imploram por atenção e um cuidado tão excessivo que seria de estranhar como a criatura consegue sobreviver em um mundo tão bruto. Entretanto, não transformamos meras pessoas em números por mero acaso. É um processo longo que demanda tempo, reflexão e o estabelecimento de prioridades. É somente quando a pessoa se torna emocionalmente pesada, exaustiva, repetitiva e sem nenhum atrativo capaz de prender-nos à sua órbita que classificamos e rotulamos cada ato do pobre indivíduo até que nada mais resta além de um vulgar número que serve apenas para causar volume nas redes sociais. Ninguém tem culpa pela procrastinação alheia. Procrastinação de inventar o que dizer, o que fazer e de tornar o ridículo interessante - ainda que nas horas mais inoportunas.  É a velha mania de pedir permissã…

Últimas postagens

A moeda e a flor

Sob o tapete

O papel do fiel

O novo motel de Palmeira dos Índios

Não é tudo isso

Curvas

Casamento

A morte do Bumbum

A bêbada desequilibrada

A bebida bordô